Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 28 de junho de 2010

História_Parte 23

"O que é essa dor? Dor que me consome. Dor no peito... Dói tanto, senão mais que essa ferida no ombro... Não. Essa dor não é no ombro, é no espírito... Aonde está esse espírito? Ela conseguiu tirar esse meu sopro de luz? Aonde estou afinal? Aonde é esse lugar tão escuro? Elise... De quem é essa voz macia que me chama lá longe? É dele. E está tão longe... Volta... Salva-me, por favor... Ainda tenho muito o que fazer... Volta..."
__Elise! Acorde! O que está fazendo aqui? - Annie a encontrou estirada no chão frio de pedras do calabouço.
__É a pedra... - seus olhos brilhavam intensamente, como uma criança que acaba de montar um quebra-cabeça.
__Pedra? - Annie não entendia o que estava acontecendo nem como as duas foram parar ali, trancadas naquele lugar cheio de sofrimento.
__Annie! Tudo se encaixa! Foi a pedra que nos trouxe aqui! Vamos, ajude-me a encontrar água para sairmos daqui!
__Espera! O que está acontecendo?
__Annie, lembra daquela minha antiga caixa de memórias?
__Sim...
__Nela eu guardava um pedra vermelha, muito poderosa. Essa pedra pode nos levar a qualquer lugar em qualquer tempo, por isso "memórias".
__E a Corte quer essa pedra...
__Exato! Guerras contra os bastardos poderiam ser ganhadas facilmente, desde que haja uma fonte de água e sangue.
__Um humano...
__É a melhor de todas as fontes, dispensaria nossa perda de energia, o problema é que a Corte está proibida de usar humanos comuns para o sacrifício.
__E por isso me queriam...
__E queriam "ele" também.
__Mas Lucius... me salvou?!
__Salvou os humanos principalmente, até mesmo nós, os outros, fomos salvos...
__Então...
__Humanos não são os únicos "meios de transporte".
__Precisamos avisar "ele".
__Precisamos sair daqui!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário