Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 27 de junho de 2010

História, parte 17

"Espere um pouco...Elise? De onde ela veio?", Annie pensou consigo mesma. Afinal, Elise estava desaparecida, quando de repente surgiu em outro país? Isso não fazia sentido!
-O que ela faz aqui? - perguntou ele, novamente assustando Annie.
-Por que eu deveria saber? E por que você quer saber?
-Eu preciso saber. - Ele respondeu secamente.
-Escute aqui: eu não vou com você! E esqueça tudo o que ela disse.
Ele suspirou.
-Estarei aqui se precisar. - e sumiu.
"E agora? Eu tenho até a meia-noite do último dia do outono e tenho até outra meia-noite, que não sei de quando!". Annie estava confusa.
-Elise? Eliiiiise? - Annie andou pelo castelo chamando Elise, mas não conseguiu encontrá-la. Mas havia uma última porta. A do porão.
-Elise? - chamou. Mas ao invés de uma resposta, ouviu uma discussão.
"Ela vai descobrir cedo ou tarde!"
"Mas nós não temos nada a ver com isso, então não temos com que nos preocupar."
"Não temos? Eu não tenho, mas e Gabi e Anna? Eu sei que você as mandou aqui!"
"Não tente me culpar! Elas nunca mais falaram comigo."
"Elas vieram aqui com um objetivo."
"É claro que sim."
"VocÊ parece ser o centro de tudo, dona Elise."
"E vocÊ sempre quer consertar tudo, não é?"
"Eu faço o meu trabalho"
"E eu vivo a minha vida!"
"Que vida? Somos todos assim, Elise. Não tente fugir."
"E o que você quer com Annie? A alma dela não parece ser grande coisa, muito menos a ajuda dela, que é meio lerdinha."
"Eu sei o que estou fazendo. Tenho novas ordens que ninguém além de mim sabe."
"Que ordens seriam essas? Perturbe a paz?"
"É bom que você saia daqui antes que eu cometa algum erro."

Annie ficou chocada com a discussão; não sabia quem era, mas acreditava que eram os dois. ELise e Lucius.
-Caramba! Esse é o seu castelo? - alguma voz por trás tirou sua atenção.
-Você de novo? - Annie resmungou.
-É Damien, por favor! - o rapaz que Annie conhecera debaixo da árvore e depois encontrara no bar. Damien?
-Não importa! Como veio parar aqui? Aliás, COMO TODOS VIERAM PARAR AQUI? - Annie surtou. Damien começou a rir.
-Você é louca, sabia? - dava gargalhadas.
-Não me chame de louca! O que quer?
-Tudo bem, tudo bem. - Damien respirou. - Eu conheci sua amiga Elise.
-E...? - Annie bateu seus pés;
-E..Bom, é muito o que dizer. Eu preciso encontrá-la. Num instante, tudo sumiu e do nada eu apareci aqui. Viu só, já respondi a uma de suas perguntas! - ele sorriu.
Annie encarou Damien seriamente até que ele prosseguisse.
-Vamos falar sério agora. Eu preciso encontrar Elise e avisá-la.
-Avisá-la do que?
-Sobre Anna e Gabi. Você as conhece, não é?
-Anna e Gabi... - Annie tentava lembrar. Seriam as garotas do castelo de Elise? - O que tem elas?
Damien suspirou.
-Elas têm um novo "mestre". Esse mestre quer que elas... - ele hesitou. - Que elas..Você sabe, que elas "deem um jeito" na Elise.
Annie tentou continuar consciente. Estava fraca, e esse era o último dia de outono.
-Por quê? - perguntou ela.
-Porque Elise sabe demais, pode muito, você sabe...Ela é muito poderosa! Uma mandachuva!
-E como você sabe disso?
Ele sorriu.
-Porque eu também sou um mandachuva! - e riu.
Annie, porém, não pôde rir, porque logo em seguida caiu no chão...E eram dez da manhã no dia 21 de Setembro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário