Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Louca de Pedra, Doida Varrida

Boa tarde! Vim aqui rapidinho para mostrar um pouquinho da arte literária de Maria Dudah Senne. Um poema para hoje!




Mulher


"A plenitude de uma grande mulher

Só se faz presente quando:
Contém os impulsos obscenos,
Não fala palavrões em público,
Mostra-se segura e acima de tudo,
Sorri com todos os dentes.

Quando tiver o controle racional,
A respiração suave, calma.
A voz firme e pausada,
Não demonstrando sentimento
Nem que seja por um breve momento,
O olhar distante e sereno.

Mesmo quando o coração dispara
E contra ele você perde a luta,
Quando as mãos gelam e tremem,
Desafiando sua vontade absoluta,
De não se entregar escandalosamente.
Em um minuto desmorona,
A mulher forte, poderosa e astuta,
Quando finalmente descobre
O que é viver intensamente.

Apaixona-se despudoradamente
E entrega-se a este amor
Que não lhe sai da mente."



[Do livro Louca de Pedra, Doida Varrida]


Para conferir mais dados e obras da autora, entre em seu perfil do Clube de Autores:

Tenham uma boa sexta feira!



Beijões de Iselo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário